https://www.poetris.com/
Prosas Poéticas : 

Noites excêntricas

 
 
Vesti cada palavra com ritmos excepcionais
Colori todos os vocábulos com um lirismo purificado
Na mais plena rima toda excêntrica…toda ficcional

Embandeirei em arco este verso embebedado até à
Última gota semântica que dessedenta uma estrofe soluçando
Completamente afoita, desesperadamente acutilante e astuta

Vou por caminhos solitários espevitando a memória confortada
Banhada em tantas lembranças reclusas na epiderme deste
Silêncio tão inconsequente…quase sempre delinquente e atordoado

O tempo perdeu sua meninice entrou numa adolescência
Tão eloquente engravidando aquela meiga escuridão onde
Inquieta e mais pungida, repousa esta minha tão cruente reclusão

Airosos e tão pirómanos deixei meus heterónimos versos ateando
Fogo a cada palavra que desembainho da enciclopédia anónima
Onde alforrio meu desejo convalescendo lesto e bem revigorado

FC

 
Autor
Frederico
 
Texto
Data
Leituras
36
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 13/11/2017 20:18  Atualizado: 13/11/2017 20:18
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27933
 Re: Noites excêntricas
Uma bela linguagem de onde tudo se bandeira de um belo anil, tudo se faz. O fulvo dos olhos se agem das estrofes da vida, personaliza nosso olhos, ativando belamente a magia dos teus textos. Muitas vezes coisas batem na pele algo se move se decodificando os momentos insanos do viver.

martisns