https://www.poetris.com/
Textos : 

Apenas uma crise noturna

 
Sabe aquele momento da sua vida que você para e se pergunta "O que diabos eu estou fazendo"? Bem, aparentemente, minha vida toda se resumiu a esse momento. Vivo de altos e baixos, mas baixos que altos, admito. Há momentos que eu só quero deitar no chão e chorar até nada mais existir. Não sei se o que eu tenho é depressão, e quer saber, dane-se. Eu não ligo para o nome que as pessoas dão. Só sei que dói, que me deixa exausta, que me deixa sem vontade de levantar da cama todas as manhãs.

Nós gastamos tanto tempo das nossas vidas tentando agradar aos outros, não acham?! Bom, pelo menos eu sim. 

Só conheci meu pai quando completei 15 anos. E sempre achei que ele não me quis porque eu não era boa o suficiente. Então, sempre me esforcei para ser a melhor possível, eu queria que ele me notasse. Eu queria que a minha mãe me notasse. Que ela não olhasse para mim e visse uma "coisa" que estragou sua juventude, seus planos, seus sonhos. Eu queria valer a pena.

Então, minha vida sempre foi tentar ser boa. Eu tirava as melhores notas na escola. Ficava toda feliz levando o boletim para casa para mostrar a mamãe. Mas ela não se importava, sempre dizia que eu não fazia mais do que minha obrigação. Mas tudo bem, eu pensava, ela faz isso para que eu me esforce mais. ah, e eu me esforcei e como me esforcei. Estudei para passar no Instituto Federal, pois me disseram que só os melhores conseguiam entrar. E adivinhem só?! Eu passei. Os pais dos meus amigos fizeram uma festa para comemorar a aprovação dos seus filhos, faziam questão de mostrar o quanto se orgulhavam. Eu?! Eu não queria uma festa, não queria ter uma faixa com meu nome na rua, só queria que ela me dissesse "Parabéns, filha". Duas palavras, apenas duas simples palavras. Será que era pedir muito?! Eu acho que não. Me lembro perfeitamente, liguei do orelhão da rua para ela, pois ela ainda estava no trabalho. Eu disse, toda feliz, que havia passado e ela apenas me disse "Tá, estou ocupada". Mas eu ainda pensei, tudo bem, ela deve estar muito ocupada, mas quando chegar em casa ela vai ficar feliz. Ela nem sequer tocou no assunto. 

Posso estar sendo apenas dramática demais, mas é assim que eu me sinto. Bem, por hoje é só....

 
Autor
domquixote
 
Texto
Data
Leituras
176
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.