https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Esperança : 

TARDES DE PRIMAVERA

 
Tags:  florbelapoesias  
 
Mergulha o sol no Atlântico
É primavera e as águas estão mornas
O mar se rejubila ante o laranja acobreado
Gaivotas brincam nas ondas
e os ventos brincam nos meus cabelos de caracóis.

Devagarzinho o amor se insinua
Pensamentos ternos e calmos
Sentimentos de carícias sem fim
É a primavera fazendo festas em mim
É o novo solstício trazendo você prá mim.

Face rubra sob o sol no Atlântico
Pés descalços calcando a areia branca
Na alma uma promessa forte e franca de entrega
... E enquanto a gaivota revoa por sobre a minha cabeça
sonho beijos e abraços
Afagos sob o doce mormaço.
Tardes de primavera.

Elisa Salles
(Direitos autorais reservados)
Open in new window

Fonte da imagem: Pinterest
 
Autor
florbelapoesias
 
Texto
Data
Leituras
210
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
7
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
geraldocoelho
Publicado: 09/12/2017 10:15  Atualizado: 09/12/2017 10:15
Colaborador
Usuário desde: 14/11/2010
Localidade:
Mensagens: 625
 Re: TARDES DE PRIMAVERA
Primavera; tempo de renovação, tempo do verde da esperança!...
MARAVILHA DE POEMA BEM ESCRITO DE FORMA MAGISTRAL!...
APLAUSOS.


Enviado por Tópico
Tonton
Publicado: 09/12/2017 12:13  Atualizado: 09/12/2017 12:13
Colaborador
Usuário desde: 13/09/2016
Localidade:
Mensagens: 612
 Re: TARDES DE PRIMAVERA
lindo

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 15/12/2017 11:52  Atualizado: 16/12/2017 10:16
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29335
 Re: TARDES DE PRIMAVERA
Desce sobre nossos corpos aquele desejo onde os tons do prazer faz tudo acontecer. Delicia de poema



Enviado por Tópico
Mr.Sergius
Publicado: 08/11/2019 22:09  Atualizado: 08/11/2019 22:09
Participativo
Usuário desde: 14/08/2018
Localidade:
Mensagens: 22
 Re: TARDES DE PRIMAVERA
Da forma que foi escrito, pode-se sentir o mormaço e a brisa de estar à beira-mar deste meu litoral. É como se eu olhasse a praia num final de tarde e alguém estivesse narrando minha visão.