https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O meu acordar na aldeia

 
Inebria-me o perfume
Da terra húmida ao acordar,
O cheiro a castanho esverdeado
No campo do outro lado do muro...
Este raiar diário depois do escuro
Tem sempre este toque sublimado,
Natural de sítio onde viver é estar
E onde tudo se faz em brando lume.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
645
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.