https://www.poetris.com/
Fados : 

Sol Triste

 
Nos braços do sofrimento
Tudo é triste, tudo é vão
E é em vão o pensamento
Que dá voz à solidão ...

Sol Triste dos dias meus
Dá luz aos meus cansaços
Traz-me novamente Deus
P'ra que eu durma nos seus braços.

Mas se vier a Primavera
E eu já tiver morrido,
(Ai Senhor, ai quem me dera!)
Nestes versos estarei vivo!

Já que a dor está no sangue
Esconde ao menos quem a fez
P'ra que a Alma sempre cante
Mal lhe doa outra vez ...


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
146
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.