https://www.poetris.com/
Poemas -> Solidão : 

À APROXIMAÇÃO DA TRISTEZA

 
Tags:  poema  
 
À APROXIMAÇÃO DA TRISTEZA
 
À APROXIMAÇÃO DA TRISTEZA
(Jairo Nunes Bezerra)

A tarde chega de mansinho trazendo a escuridão,
É mais uma produção do inverno presente...
Poetizo apressadamente na falta de uma canção,
E escravizado pelo computador sigo em frente!

Distanciada a lua já navega no firmamento,
E a noite enegrecida perdura na vasta amplidão...
É tristonho que libero angustiado os meus lamentos:
Não fazes parte da minha crescente solidão!

Isso acontece sempre no avançar de meus desejos,
Solitário com tua ausência sem qualquer ensejo,
De ter-te em meus braços!

Amanhã, sei, será mais um dia crucial,
O tempo navega imperativo numa época invernal,
E mais ausentes ficarão os teus ternos afagos!






 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
148
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 16/04/2018 10:28  Atualizado: 16/04/2018 10:28
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2371
 Re: À APROXIMAÇÃO DA TRISTEZA
👍 um abraço Jairo Nunes Bezerra