https://www.poetris.com/
Poemas : 

SONHOS E PEDRAS

 
A morte
não venceu meu amor
silencioso,

mesmo na mais
cinzenta tarde e na mais escura
e fria noite.

Vestido
como pássaro da chuva,
invoco meus poemas mutilados
pela dor,

mas garanto:
nada apagou os vestígios que ficaram
de nossos passados
voos!


Péricles Alves de Oliveira (Thor Menkent)


 
Autor
Thor
Autor
 
Texto
Data
Leituras
109
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.