https://www.poetris.com/
Rondel : 

TANGOLOMANGO

 
Tags:  rondel  
 
TANGOLOMANGO

Fiquei n'uma mão de calango
Depois de dar tudo que tinha...
Agora debalde me zango
Atrás da mulher que era minha.

Agora debalde me vinha
Longe a zoeira do fandango:
Depois de dar tudo que tinha,
Fiquei n'uma mão de calango!

Agora debalde balango
Atrás da mulher já sozinha:
N'ela deu tangolomango!
Depois de dar tudo que tinha,
Fiquei n'uma mão de calango.

Betim - 02 06 2018


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
115
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
5
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 03/06/2018 14:33  Atualizado: 03/06/2018 14:33
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 2371
 Re: TANGOLOMANGO
Interessante
cuidado com esse calango é malandro
um abraço RicardoC


Enviado por Tópico
RicardoC
Publicado: 03/06/2018 16:33  Atualizado: 03/06/2018 16:33
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2015
Localidade: Betim - Minas Gerais - Brasil
Mensagens: 3501
 Re: TANGOLOMANGO
Ah, esqueci de esclarecer:

"Ficar n'uma mão de calango" é expressão corrente aqui em Minas e significa " ficar de mãos abanando", haja vista que o calango (isto é, uma espécie de lagarto pequeno) jamais fecha suas patas.

É estar em apuros, sem meios para resolver nada.

É isso.

Abraços, RicardoC.

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 03/06/2018 21:15  Atualizado: 03/06/2018 21:22
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12045
 Re: TANGOLOMANGO P/RicardoC
Desconhecia tangolomango
como feitiço de malfeitor...
mas como dança imitando
uma doença tremelicosa
que deve ser um horror!

Um poema original, gostei! Abraço Vó