https://www.poetris.com/
Sonetos : 

REVÊNCIA

 
Tags:  SONETOS 2018  
 
REVÊNCIA

À jusante, por onde o açude sangra
Roçados reverdecem os baixios.
E mesmo quando já rasos os rios
Ainda o milharal na névoa mangra...

Um pesqueiro fazendo as vezes d'angra
E barcos navegando igual navios.
Longes, os carcarás dos serros frios
Na rapina da preá e da calangra.

Sertãozinho bonito esse d'aqui!...
É por toda a planície uma verdura
Como por poucas vezes antes vi.

Os frutos do trabalho, com fartura,
Eu finalmente em paz usufruí,
Tão perto que cheguei da grã-ventura!...

Betim - 05 06 2018


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
77
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
4
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
karinna*
Publicado: 06/06/2018 04:04  Atualizado: 06/06/2018 04:04
Super Participativo
Usuário desde: 26/11/2017
Localidade:
Mensagens: 113
 Re: REVÊNCIA
*reverencio teu talento...um prazer renovado ler-te
Abraço
K*


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 06/06/2018 10:42  Atualizado: 06/06/2018 10:42
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade: Algures em Portugal
Mensagens: 1973
 Re: REVÊNCIA
Um abraço poeta RicardoC
Open in new window