https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

*CALO

 
Open in new window

*Calo

Olho e penso no trajeto das ondas
Encantada pela força que emana
E nesse turbilhão as tristes fendas
Borbulham vivas, em hora profana.

Adormeço suave na areia fria
O vento carrega os sonhos a sós
Vejo-me voando a nave avaria
Saboreando gotículas e pós.

Boceja na penumbra a tênue lua
Qual uma seresta sem canto e nua
Rogando aos céus pelo meu disfarce

Desperto na manhã com sol na face
Quase esqueci que é vida e inalo
O tempo. Sorrio feliz, então, e calo.

Sonia Nogueira


Livros Publicados:
- Por Justa Causa - contos
- Nas Entrelinhas (200 sonetos)
- A Pequena May - juvenil
-Datas Comemorativas em Poesias
-Eu Poesia, Contos e Crônicas
-No Reino de Sininho, infantil
- A Janela Azul
- Contação de História Infantil...

 
Autor
SoniaNogueira
 
Texto
Data
Leituras
192
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 12/06/2018 13:15  Atualizado: 12/06/2018 13:15
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16303
 Re: *CALO
Poetisa
Belíssimo soneto! Parabéns!
Abraços!
Janna