https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Vale dos meus medos

 
Preciso de um tempo a mais
para te dizer o quão abrasador
foi o nosso tempo
a brincar pelas ruas escancaradas

Preciso de um momento nocturno
no Vale dos meus medos
e tudo voltará a ser como sempre...
a escrever versos na arca dos segredos...

Preciso de me saber mais além
quando já não existirem dores
que definam esta colheita aguda
sentida tão perto do peito
como se do peito
me saltasse ferro e fogo

(Depois a água benta
onde afogar os meus receios)

Esta dor que é marca registada
sem saber da alma ali guardada
quando a última lua a iluminar a arca
onde havia escritos antigos
do tempo em que brincava
e o amor me dava a mão
por todas as ruas ainda fechadas

(A Alma que me ditou um dia
o livro onde escrita estava a origem
dos meus anseios )

Tê-lo assim guardado
um Poema feito de versos
em papelinhos às cores
que o vento cuidava
quando mos levava
da caixinha onde fechadas
estavam as minhas dores

Preciso de mais um tempo
além…além onde serei mais
do que tudo isto que guardei
no tempo…

no tempo
em que não sabia como escrever
sobre o Vale

O vale dos meus medos

Onix.dm

 
Autor
ÔNIX
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1708
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 29/07/2018 14:20  Atualizado: 29/07/2018 14:20
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15149
 Re: O Vale dos meus medos
Muito bom mesmo! Apreciei todo o corpo da confecção poética. Mas destaco este trecho com o qual me identifiquei:

"Tê-lo assim guardado
um Poema feito de versos
em papelinhos às cores
que o vento cuidava
quando mos levava
da caixinha onde fechadas
estavam as minhas dores..."

Parabéns!


Enviado por Tópico
poetizando
Publicado: 14/10/2018 01:01  Atualizado: 14/10/2018 01:01
Muito Participativo
Usuário desde: 12/12/2013
Localidade:
Mensagens: 87
 Re: O Vale dos meus medos
São belíssimos os teus versos!! fortes, profundos mas ao mesmo tempo há uma suavidade contida nas entrelinhas!!! Parabéns querida!