https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 18 »
Offline
ÔNIX
Tic-Tac
Sei que tudo se passa como se passado fosse a vida que temos e não vivemos Os filhos que de n...
Enviado por ÔNIX
em 26/10/2017 14:15:22
Offline
ÔNIX
Vazio
Não sei como imaginar o vazio de um lugar… vazio... Sequer pensar nesse longínquo espaço onde o...
Enviado por ÔNIX
em 30/11/2016 17:55:36
Offline
ÔNIX
Memórias
Ainda que no tempo eu seja tarde… Procuro no espaço das memórias o primórdio do tempo ainda se...
Enviado por ÔNIX
em 12/08/2016 22:38:40
Offline
ÔNIX
Lua
A revelação da lua listada no meu corpo excelso na acção face à reacção do movimento aberto à...
Enviado por ÔNIX
em 11/08/2016 21:05:46
Offline
ÔNIX
Amanhecemos
Perto do ponto mais alto onde só o vento conhece a solidez do tempo…. que enche os espaços fecha...
Enviado por ÔNIX
em 06/08/2016 00:23:45
Offline
ÔNIX
Tela em branco dos olhos
Sons e rumores os temores quando a noite sucumbe incorpórea (mente) Tremores na longitude do...
Enviado por ÔNIX
em 22/07/2016 10:19:40
Offline
ÔNIX

Tenho a fé resguardada no olhar tal estrela que se recolhe num ponto equidistante do infinito Do...
Enviado por ÔNIX
em 21/07/2016 10:00:43
Offline
ÔNIX
Era o tempo dos frutos e do mel
Sabes, era o tempo dos frutos e do mel. Era o tempo das cerejas e dos pássaros a bicarem nas minh...
Enviado por ÔNIX
em 20/07/2016 13:08:59
Offline
ÔNIX
Sem caminhos longos nem saudades de Deus
Era assim como quando brincávamos Às escondidas e sem haver lugar A Responsos nos lugares cativo...
Enviado por ÔNIX
em 19/07/2016 09:45:29
Offline
ÔNIX
Ecos
Lá fora no avesso do mundo há um rio que deserta mas chora num lugar sem fundo (A lua solta-s...
Enviado por ÔNIX
em 18/07/2016 12:09:41
Offline
ÔNIX
Tudo é Silêncio
Quero do fruto proibido a desordem natural espero a vida num labirinto mas não vejo a entrada n...
Enviado por ÔNIX
em 14/07/2016 11:00:46
Offline
ÔNIX
Regressam as sombras
A subtil mutação dos corpos inscritos na quietude dos olhos sonega a respiração acabrunhada à s...
Enviado por ÔNIX
em 12/07/2016 09:29:33
Offline
ÔNIX
O inverso movimento das sombras
As mãos estendidas O olhar insinuante O corpo dominado pelo fogo Os braços sem o fôlego dos abraç...
Enviado por ÔNIX
em 11/07/2016 10:09:43
Offline
ÔNIX
A Espera
A espera é agora o vale dos aflitos: é um grito da revolta, é a primeira morada da noite a criar ...
Enviado por ÔNIX
em 08/07/2016 14:10:24
Offline
ÔNIX
Caos
Não havia a terra nem o céu Não havia opacidade tão pouco a claridade Não havia o canto primei...
Enviado por ÔNIX
em 07/07/2016 16:00:55
Offline
ÔNIX
Há Dias
ÔNIX
Enviado por ÔNIX
em 31/05/2016 11:23:36
Offline
ÔNIX
A partir de um ponto
Resgatado pela intempérie dilui-se na própria metamorfose do tempo Incauto é agora o corpo dia...
Enviado por ÔNIX
em 24/05/2016 11:04:37
Offline
ÔNIX
Lentamente
Lentamente é o corpo como se calmamente consentisse um breve toque na suavidade distante da p...
Enviado por ÔNIX
em 22/05/2016 23:55:41
Offline
ÔNIX
Há dias
Há dias que só um temporal assumido enche este espaço fechado E há ainda o tempo acordado nas me...
Enviado por ÔNIX
em 13/05/2016 16:44:21
Offline
ÔNIX
Lá e Cá
O facto de ter acordado me saudar com um novo dia, permitiu-me novos encontros em todos os lugare...
Enviado por ÔNIX
em 10/05/2016 14:17:54
(1) 2 3 4 ... 18 »