https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

e, se alguém me chama, enquanto estou dormindo?

 
Oh, paciência [...]
quem desdenha o prazer da vaidade,
para de algum modo ser eternidade?
como seria
alcançar na mão
um nico de bem, de belo, de justo ou de certeza
depois, deixar fluir da veia a língua entorpecida
e, no delta do tempo secar com um poema
toda a tristeza,
da mesquinha vida?
para os julgamentos mais límpidos? a mais obscura noite.
e, se alguém me chama, enquanto estou dormindo?
ai! da bela eternidade, não verei um pingo.


RoqueSilveira

 
Autor
RoqueSilveira
 
Texto
Data
Leituras
422
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
29 pontos
7
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 29/07/2018 21:04  Atualizado: 29/07/2018 21:04
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15149
 Re: e, se alguém me chama, enquanto estou dormindo?
Quanta serenidade nestas linhas! Destaco: "... e, no delta do tempo secar com um poema
toda a tristeza,
da mesquinha vida?"

Arrematou de forma genial! Viva a brevidade da vida! Beijos!

Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 30/07/2018 12:19  Atualizado: 30/07/2018 12:19
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: e, se alguém me chama, enquanto estou dormindo?
Gostei muito, estimada poetisa. Os seus poemas têm encanto e beleza!

Meus parabéns e um abraço!

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/08/2018 20:17  Atualizado: 01/08/2018 20:17
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29264
 Re: e, se alguém me chama, enquanto estou dormindo?
Posso dizer que este poema esta tão lindo como os teus belos olhos, anseia-se aqueles sentimentos de amor

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 08/08/2018 11:13  Atualizado: 17/08/2018 00:16
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1996
 Re: e, se alguém me chama, enquanto estou dormindo?






O contraditório



O prazer de falar verdade
Mentindo, o artefacto quebrado
Servindo, o prazer de dizer certo
Embora soe a falso, a desesperança,

O pão mal repartido, a partilha duvidosa,
O prazer inútil que é útil
De facto, o mal parido, o ateu,
O fútil que não é banal, a herança,

O patrão falido, o alcatrão derretido
No verão, afirmar que é meu,
Não sendo, a custódia repartida,
O imperfeito que é perfeito,

Apenas porque nos dá
Prazer, um ou outro facto, a livrança,
A cor do céu, a glória, o breu,
O Contraditório...





Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 08/02/2019 14:54  Atualizado: 08/02/2019 14:58
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1974
 A melhor homenagem
Bem dizendo o que sei, penso que a maior e melhor homenagem que se dá ou pode dar a quem escreve bem é dizer-lhe dizendo, e o que nos inspira diz-se por exemplo em poesia, como nós sabemos fazer fazendo, bem dizendo


Enviado por Tópico
Srimilton
Publicado: 03/03/2019 13:18  Atualizado: 03/03/2019 13:18
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2013
Localidade: Nenhuma
Mensagens: 1837
 Re: e, se alguém me chama, enquanto estou dormindo?
Belo, Roque!...