https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

Desculpe, Coração

 
Tags:  amor    vida    solidão    esperança    rimas    perdão  
 
Desculpe, Coração
 
Coração, me perdoe, foi sem querer
Novamente te fiz sofrer por uma escolha minha
Agora sei que não estou preparado para uma nova vida
Escrevi alguns rascunhos para não sucumbir a tristeza
Mas, cá estou, refletindo as minhas incertezas
Sei que você me ama, por isso peço desculpas
Eu estava iludido, cego, fui facilmente seduzido
Assumo totalmente a minha culpa
Mas não me odeie, só estou procurando a felicidade
Você se lembra quando a encontramos?
Nossa, foi incrível, eu enxergava beleza por toda a cidade
Agora sofro de tantos abandonos, que se transformaram em transtornos.

Coração, a ingenuidade fez sua parte
Confiei em uma face amigável, mas traiçoeira
Passado para trás, eu me vi chorando até a tarde
Coloquei uma música, e com o caderno sobre a mesa,
Escrevi, coração, palavras depressivas
Que prefiro não repeti-las.

Ultimamente a insônia tem me feito visitas
Daquelas que acabam aderindo a rotina
Ontem mesmo eu não consegui dormir
Fiquei me revirando, tentando descobrir,
"Por que bocejo e não adormeço?"
E, com um piscar, o sol nasceu
E aqui estou eu, escrevendo como de costume
As minhas próprias frases me punem.

Por favor, volte a conversar comigo
A falta de batidas me diz que você está ferido
Sei disso, sei também que sou um tolo menino
Mas, tente ao menos entender a minha solidão
A solidão que carregamos por anos a fio
O meu toque até ficou mais frio,
Meu sorriso está mais tímido esses dias
Por isso fui a procura da alegria
Sim, não a encontrei, fui enganado, maltratado
Porém, me deixe tentar novamente, prometo que dessa vez,
Dará certo, encontrarei o amor predileto, você irá gostar
Só me deixe tentar.

Ontem você me disse que ainda não se recuperou,
Daquela dama, do nosso antigo amor
Mas, não faça do medo o seu novo vizinho, coração
De tentativas e erros nós criaremos o nosso caminho
E, diante da imensidão, nós faremos várias canções
Como as que fizemos antes, com o ar de romance
Eu te prometo, aqui e agora, que não serão apenas memórias
Vamos amar novamente, vamos criar novas histórias.

Mais uma chance, é o que te peço
Se desta vez não funcionar, prometo me tornar cético,
Acostumado com o tédio, com as expectativas no médio
Mas eu tenho que insistir, afinal, é assim que sou feliz,
Com alguém do meu lado, aconchegado em um caloroso abraço
É dessa maneira que sou feliz, estando apaixonado.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
193
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.