https://www.poetris.com/
Poemas : 

Nonsense (II)

 
 
Subconsciente incapacitado
De agir e reagir

A dirigir-se desabilitado
Em um caminho sem volta

Não mais entendo o que ele quer
Ou pretende querer

E, enquanto se desfaz a vontade
Se desfaz também a consciência de ser

Aos tantos vícios de linguagem
Ah, meu "ah" é só mais um

A submeter-se, submisso
Trilhando e sendo trilhado

Mas, o que me importa
Se os neurônios conversam entre si?

Se as vezes penso (ou acho que penso)
Que meus neurônios são mudos

(E nem ao menos
Sabem linguagem de sinais)

E vão: verticalizando mundos
Denegrindo consciências


Jeferson

 
Autor
Jdcc1
Autor
 
Texto
Data
Leituras
68
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.