https://www.poetris.com/
Prosas Poéticas : 

Luminárias da noite

 
Luminárias da noite
 
Decifro num gomo de luz uma insinuante palavra
Ondulando pelas luminescências do tempo divergente
Deixam uma nesga de solidão carente, pendurada nos
Candelabros de uma hora derradeira e tão reticente

Está assim encenada a noite deixando no camarim
Da vida um teatral silêncio quase promíscuo, roçagando
De mansinho por entre ablepsia desta escuridão
Irreplicável e desarmada…em plena oclusão

FC

 
Autor
Frederico
 
Texto
Data
Leituras
35
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.