https://www.poetris.com/
Poemas : 

Orgia de miséria! II

 
a percepção conota a realidade visceral
tão feliz com o desastre e com a carnificina
que surpreendente satisfação da desgraça!

eu não via filmes de terror para aprender a lidar com o mau, mas para entender minha essência...

não ousei pular, pois nunca deixei de cair
meus heróis são os vilões...
que sobressaem com a graciosa inteligência
nesse doce universo colorido do faz de conta
que a realidade é querida!

nunca lutei por uma causa nobre
porque me delicio com a inveja, com destreza de enganar
me fazendo de anjo

a nobreza da minha realidade está
na alegria da miséria alheia
em saber que sentir que o mau existe
e ele é maior que qualquer outra coisa
saliva minha boca

quando uma criança me olha não é por minha luminosidade, mas por repúdio ao meu veneno

não sou mau por isso, sou bondoso na essência, porém aprecio o inferno!



 
Autor
Charlie
Autor
 
Texto
Data
Leituras
47
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 09/11/2018 18:22  Atualizado: 09/11/2018 18:22
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 2572
 Re: Orgia de miséria! II
Salvo melhor juízo, esse mau não seria mal. A não ser que não entendi o texto.