https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Deveres esquecidos...

 
Open in new window

Olho nos teus olhos de menino
E vejo inocência,
Inocência duma criança,
Cujo futuro se pende
Na consciência dos homens,
Que ora esquecem seus deveres,
Ora se perdem nas ondas
Do desamor, e apagam sorrisos
Nos rostos inocentes,
Que nada queriam, senão
Confiança e amor, perdidos
Na inconsciência dos homens.
Deveres esquecidos
Ou trocados pelas intempéries
Do desamor que habitam
No coração dos homens,
Que na hora de soltarem sorrisos,
Vestem-se da pele do lobo
Pra adiar sorrisos e descolorir
O singelo mundo da pequenada,
Mundo tão simples e fácil de colorir,
Basta um sorriso compartilhado,
Um braço estendido,
Um olhar carinhoso
E ver-se-á o quão inocente é o sorriso
Duma criança, que ganha confiança,
E seu mundo se enche de cor.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
232
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 09/12/2018 18:58  Atualizado: 09/12/2018 18:58
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9172
 Re: Deveres esquecidos...
Boa tarde Upanhaca, teus versos desfraldam a manifestação espontânea, e genuína da criança, diante de qualquer sentir que os apeteçam, parabéns pelo vosso redundante poema, um abraço, MJ.