https://www.poetris.com/
Poemas : 

Um minuto de silêncio pela Venezuela

 
Um minuto de silêncio pela Venezuela
 

"Será que ninguém escuta
a voz das mãos vazias?"

[...]

Doce-amarga poesia
retratando todo um povo
esmagado pela ganância
à espera do renovo

Bandeira hasteada
marca-pátria de uma terra,
marca-passo imigrantes,
sob escombros da miséria

O azul veste vermelho,
camuflando a soberba,
enaltece democracia
e respira demagogia

Divide o pão da vergonha
com Rolex firme no pulso
se diz contra o imperialismo,
mas não suporta o comunismo

Na fronteira Pacaraima
Vê-se a tal realidade
O pranto que vem do Delta
não cabe mais numa bagagem

Índios, latinos, caribenhos,
mochilas carregadas de um nada,
e de toda uma lembrança
do que fora Venezuela
nos meus tempos de infância

País primordial,
Sucumbido pela guerra,
Os cassinos são favelas,
Bolivarianismo da mazela

Foste Veneza no passado,
Foste alma, sentinela,
Guardiã nos ameríndios,
e das bacias de petróleo

Foste ama de leite de energia
para nós, cá em Roraima,
Foste zona de conforto
nas férias de encontro ao mar

Hoje, lutas
pela própria sobrevivência
O mundo se divide em opiniões
De seu povo só se vê
a marca da descrença

Renato Braga

 
Autor
Renatobragarr
 
Texto
Data
Leituras
103
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 28/02/2019 10:39  Atualizado: 28/02/2019 10:39
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1772
 Re: Um minuto de silêncio pela Venezuela
... infelizmente por mais que gritem pelas ruas para que ninguém ouve o desespero das vozes de quem mais precisa. Nos tempos que correm é inaceitável uma situação destas. Possam se abrir os corações a este apelo e que tudo seja resolvido pelo melhor. A realidade espelhada deste poema. Abraço