https://www.poetris.com/
Poemas -> Saudade : 

Sorrisos Anônimos

 
Tags:  amor    paixão    rimas    dedicatória    Juvenis  
 
Sorrisos Anônimos
 
Seus lindos olhos sobre rascunhos irei pintar
Indagando, em murmúrios, quando iremos nos encontrar
Talvez eu esteja em grandes apuros
Com um desejo ardente de te amar
Que infortúnio, não?

Suas curvas tão sugestivas, desejo acariciar
Não me negue-as, senhorita, não me faça implorar
Assim como o pedinte de barriga vazia,
Encontro-me desesperado, ordenado a te amar,
E preencher o vazio que se encontra em minha vida.

Outrora, numa noite fria, lembrei de ti, Aurora
Perdão, Jasmine, morena minha, formosa
Escrevi, querida, uma poesia em prosa
Juntamente a minha saudade impiedosa, que,
Em meio a terrível solidão, me conforta.

Sinto sua falta, de modo extravagante
Vejo seu sorriso em rostos anônimos
Sinto o seu aroma em jardins distantes
Dizem que não sou mais o mesmo de antes
Seu jeitinho causou a demolição de um sujeito intolerante
Apesar de minha antiga desconfiança permanecer constante,
Você está se tornando cada vez mais importante
E, espero não está apenas sobre um efeito alucinante
Não quero que a traição me torne novamente um ambulante
Sem coração, sem amor, sem um destino
Peço então, em clemência, que não faça isso comigo.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
86
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.