https://www.poetris.com/
Poemas : 

ENCANECIDO

 
Tags:  HEROICOS  
 
ENCANECIDO

Por sobre folhas mortas eu caminho
A passos lentos rumo aos lentos dias
Nos quais, despido já de fantasias,
Da hora de minha morte me avizinho
- Co'as cãs na minha fronte em desalinho.

Não tendo mais dos meus algum carinho,
Tampouco dos demais mais alegrias
Eu habito entre estranhas companhias,
Muito embora prefira andar sozinho
- Co'as cãs na minha fronte em desalinho.

Já no outono da vida eu me amesquinho,
Abandonando antigas ousadias:
Percebo-me incapaz de cortesias,
Enquanto piso as folhas do caminho
- Co'as cãs na minha fronte em desalinho.

Se evito da cidade o burburinho
É para atravessar tardes vazias
Às voltas com as minhas teimosias
Até cair como as folhas, caduquinho,
- Pois cãs na minha fronte em desalinho.

Nova Lima - 15 09 2019


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
81
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.