https://www.poetris.com/
Sonetos : 

QUANDO MERGULHO NO PRAZER

 


Quando mergulho no prazer do teu prazer
Vou apalpando as silhuetas do teu corpo
E detecto aos volumes que são compostos
Pelos montes que sinalizam teus desejos.

Nestes momentos rememoramos nossas saudades
Tu me apalpas com carícias e muita ternura
Pois nos amamos desde que somos criaturas
Mas só aos poucos fomos nos dando a vontade.

Quando escuto teus gemidos em um orgasmo
Milha libido vai ao cume dos meus desejos
E não demora dentro de ti sinto ejacular.

E tu me inundas em gozo sem restrição
Quando sentimos do prazer seu regozijo
Nos abraçamos ainda detidos nas emoções.


Boa noite Luamor, raramente faço interações nos últimos tempos,
mas os teus inspirados versos incitaram a minha parca criatividade poética, parabéns pelo vosso envolvente soneto, e irretocável formatação do texto, MJ.





Enviado por Miguel Jacó em 30/10/2019
Código do texto: T6783345
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
113
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 03/11/2019 01:02  Atualizado: 03/11/2019 01:02
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16272
 Re: QUANDO MERGULHO NO PRAZER
Miguel
Belo soneto! Na vida precisamos desses momentos de prazer, temos que alimentar a alma e a carne!
Bom final de semana!
Beijos!
Janna