https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O vai-e-vem dos mutantes

 
Open in new window
Invasão de mutantes,
Invadem nossa alma
Atentando nossa calma
Com suas vozes uivantes

Mortos ou vivos,
Procuram fúteis motivos
Pra nos vestir de sombras
Com a futilidade das suas obras

Dizem ser donos da verdade
Em seu mundo de mutantes,
E usam a imaturidade
Pra adiar nossa credibilidade

Nestas turvas águas georgeanas,
Não me caio, lutarei contra os troianos,
Que fazem da mutação,
Uma varra mágica da invasão

A todos os santos pecadores
Farei sair das suas tocas,
E adiarei suas fofocas
Nas credíveis interacções dos autores

Adelino Gomes-nhaca



Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
225
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
32 pontos
2
3
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jerenino
Publicado: 21/02/2020 02:06  Atualizado: 21/02/2020 02:06
Da casa!
Usuário desde: 04/09/2016
Localidade: ponte nova mg
Mensagens: 485
 Re: O vai-e-vem dos mutantes
Este poem leva o leitor a uma viagem fictícia transcendental
No inimaginável sonho.

Encatado com teu poema como sempre com muito sentimento amigo poeta.

Te parabenizo por tão bela obra.

Generino A.O