https://www.poetris.com/
Poemas -> Introspecção : 

Visto-me na pele de um Homem

 
 
Visto-me na pele de um Homem
Homem que eu não sou
Todos os dias me comem
E nem puta,nem paneleiro sou

Os dias são como tormentas
As quais sou forçado a enfrentar
Por vezes queria lavar as ventas
Para não ter que escutar

Os quadros irrisórios
Que se pintam na profundeza do inútil
Destacam quase sempre os acessórios
E todos os bens fúteis

E este corpo que não se encaixa
Na alma as que lhe foi atribuída
Socorre-se por vezes da baixa
Para não perecer diante da comida

E uns riem-se por não terem nada
Outros choram visto terem tudo
E eu observo simplesmente a manada
No seu percurso absurdo


Unu Saccio

 
Autor
sisnando
Autor
 
Texto
Data
Leituras
45
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.