https://www.poetris.com/
Poemas : 

Pobre Menina Pobre

 
Open in new window
Pobre Menina Pobre

Pobre menina pobre que de seu leve sono acorda
É uma brisa que lhe bate as orelhas
O sussurrar do vento nas telhas
É o leve bater da porta

Vejo em seu rosto um assombro esvaído
No toque do travesseiro de espuma
E seu sono que era só uma pluma
A procura de um sonho
Vivido

Já não lhe fere o seu desencanto
Ela não quer contar ovelhas
Talvez apenas queira
Ouvir o vento entoar o seu canto

Vejo nos seus olhos uma noite desfigurada
Em um sono que não mais importa
Serão o zunir dos vendavais
Em sua porta
A verdade é que nada a conforta

Pois seu azul virou cinza
Na refração da água estagnada
Não há nem o sono da madrugada
É só mais um sonho que nem começa e já finda.

Alexandre Montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
49
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.