https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Absorto

 
Sei amor, que me disseste adeus
Ainda que tenha sido com teu calar
Os poemas amor já não são teus
Da dor amor, bolhas no naufragar

Esqueça amor, donde pisou e foi-se
No ser amor que sofreu-se, dano
Ficara a nódoa amor, açoite, trouxe
Deixaste a lona, da vida engano

Te peço amor: te esqueças donde estou
Me basta amor, a mim, para encontrar
Pois de estórias não fiz relato, voou

Nem sei mais amor, se de ti espero
Já descrente amor, se tu serias amar...
Para dar-te um sim? Amor não quero.


"Morremos gestantes da ansiedade que nada espera."

 
Autor
Junior A.
Autor
 
Texto
Data
Leituras
785
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/02/2007 19:27  Atualizado: 03/02/2007 19:27
 Re: Absorto
Prezado Junior
Obrigado pelos elogios rasgados a mim e ao meu poema. Quanto ao teu soneto é de uma dimensão
ínfima, fico constrangido em comentá=lo. Realmente nota 10.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/02/2007 20:05  Atualizado: 04/02/2007 20:05
 Re: Absorto p/ Junior A.
Antes de tudo, nota 10 ao teu soneto.
Com bastante emoção lírica tudo contido num soneto muito bem feito, com os aspectos formais perfeitos.
Assim se forma um conjunto muito bom de se ler. Sinceramente meus parabéns. godi.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 05/02/2007 12:14  Atualizado: 05/02/2007 12:14
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Absorto
Querido Junior, adorei o teu soneto!
Este é daqueles que não consigo fazer nenhum comentário decente, porque depois de o ler tremo de emoção!
Lindo! Maravilhoso!
Nota máxima mesmo! És divino!

Beijinhos

Enviado por Tópico
Valdevinoxis
Publicado: 05/02/2007 22:43  Atualizado: 05/02/2007 22:43
Colaborador
Usuário desde: 27/10/2006
Localidade: Aguiar, Viana do Alentejo
Mensagens: 1997
 Re: Absorto
E é assim!!! Lá apareceu mais uma pérola. Impressionante a capitalização do dom da escrita com que te foi dado. Soneto excelente em todos os sentidos.

Valdevinoxis

Enviado por Tópico
jsaugusto
Publicado: 09/03/2011 23:10  Atualizado: 09/03/2011 23:10
Da casa!
Usuário desde: 12/02/2011
Localidade:
Mensagens: 425
 Re: Absorto
Adorei seu poema, muito lindo! parabéns


Abraço
Jorge