https://www.poetris.com/
Poemas : 

observante

 
Tags:  finitude    infinitude  
 


vejo a noite
matar o dia
e o dia matar
a noite

até quando
não
sei

uma coisa
é certa

quando o
quando
chegar
não irei
ressurgir
como esta
guerra
boa





nada muito complicado... como atirar pedras em lagos

 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
112
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
0
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.