https://www.poetris.com/
Poemas : 

DA PALAVRA CAÍDA NO CHÃO

 
.
.
.
Quando me são quaisquer versos
com ou sem metalinguagem,
métrica ou as tais metáforas;
quero-os aqui na minha mão
para acariciá-los, sem baço.
Sejam de poesias simples, frouxas,
de palavras livremente soltas
com ou sem pretensão erudita;
mesmo circunspectas ou loucas
para minha pura diversão.
Que venham os poemas trigueiros,
advindos dos ditos falsos poetas,
ou dos exibicionistas verdadeiros;
mas que me deem prazer de ler
com muito sabor, cheiro e som.
Pois da árvore alta há fruta,
e que de podre cai ao chão...
Assim são todas as palavras
Peguemo-las, até se simulacros,
qual semente em extinção.
Não sou dado a reprimendas;
mas poesia, mesmo tola, é sagrada...
Pois, não trato a palavra de “lerda”.
Cesso aqui para não embotar o verso:
Prefiro não mais comentar. Merda!

 
Autor
ZESILVEIRADOBRASIL
 
Texto
Data
Leituras
46
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 19/09/2020 01:19  Atualizado: 19/09/2020 01:19
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9562
 Re: DA PALAVRA CAÍDA NO CHÃO
Boa trade ZESILVEIRADOBRASIL, a poesia brota das nossas conformações e inquietações, ambos sentimentos nos inspiram em demasia, parabéns pelos vossos incisivos versos, eu te desejo um iluminado final de semana, um abraço, MJ.