https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Revelação

 
Meu domínio é o infinito.
Eu existo desde sempre.
Sobre as águas meu espírito
Arrastava o vasto ventre.

Vim do nada, sendo tudo.
Sou teu pai onisciente.
Vou vestindo teu futuro
Desnudando meu presente.

Minha boca é um céu de estrelas.
Eu salivo um oceano.
As monarcas borboletas
Dos meus poros vão voando.

O meu falo é vantajoso.
Meu suor são várias várzeas.
Na hora essencial do gozo
Ejaculo vias lácteas.

Minhas veias são Niágaras.
O meu sangue são de Nilos.
Dentro do meu diafragma
Nebulosas eu respiro.

Formam deltas os meus dedos.
Minhas mãos as madrugadas.
Os meus olhos são espelhos
De galáxias apagadas

Se não sabe quem sou eu
Conto a informação secreta.
Erra quem achou que é Deus.
Sou apenas um... poeta!






Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
547
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
10
5
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Odairjsilva
Publicado: 23/11/2023 12:12  Atualizado: 23/11/2023 12:12
Membro de honra
Usuário desde: 18/06/2010
Localidade: Cáceres, MT
Mensagens: 5010
 Re: Revelação
Rapaz, você deu algumas descrições do poeta ai que "revelou" nossa identidade secreta. Um perigo! Gostei muito. Abraços poéticos!!!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/11/2023 13:36  Atualizado: 23/11/2023 13:36
 Re: Revelação
Adorável leitura!
Parabéns Gyl
Abraços


Enviado por Tópico
Paulo-Galvão
Publicado: 23/11/2023 13:56  Atualizado: 23/11/2023 13:56
Usuário desde: 12/12/2011
Localidade: Lagos
Mensagens: 1169
 Re: Revelação
Olá Gyl,
O poeta sonha , sente escreve, que mais pode fazer?
A minha querida avó lá dizia: de sábio e louco todos temos um pouco. Parabéns criador!


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 23/11/2023 16:05  Atualizado: 23/11/2023 16:05
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10413
 Re: Revelação
Poema para ler muitas vezes, de olhos ávidos de chegar aos versos finais que estão magníficos...

«Formam deltas os meus dedos.
Minhas mãos as madrugadas.
Os meus olhos são espelhos
De galáxias apagadas

Se não sabe quem sou eu
Conto a informação secreta.
Erra quem achou que é Deus.
Sou apenas um... poeta!»

Gostava de tê-lo escrito!
O Poeta tem o dom das palavras, ora cristalinas, ora fortes, e ardorosas, que sempre nos surpreendem.

Abraço


Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 09/12/2023 13:56  Atualizado: 09/12/2023 13:56
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1727
 Re: Revelação
.
.
.
...foi a partir de você responder o último comentário que eu , por sorte, tomei conhecimento desta bela construção poética; elegante, cantante, instigante. Cumprimento-o!
Meu abraço caRIOca!