https://www.poetris.com/
Poemas : 

Caxangá

 
Tags:  mão    jogo    brincadeira    lado    Jo    guerreiro.  
 
Caxangá

Não somos escravos de Jó
Mas vamos jogar Caxangá
Pegamos a pedra com uma mão só
E com a outra vamos passar

Não somos escravos de Jó
Mas no jogo vamos entrar
Sempre para o lado direito
A joia nós vamos entregar

Não somos escravos de Jó
Mas nós queremos brincar
Pois guerreiros com guerreiros
Fazem zigue, zigue e zá

O que está no monte do pobre
Tiram e levam a outro lugar
Mas se é no monte do rico
Colocam e deixam ficar.


jmd/Maringá, 02.10.20


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
91
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.