https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

um fardo de nostalgia

 
Tags:  saudade    sonhos    ternura    loucura    nostalgia  
 
quase a vida no limite
longe dos sonhos,
que se perderam
com o pulsar do tempo,
também os dias risonhos
se perdem no rumor das palavras,
reflecte-se no rosto a vida dura
fazem-me companhia
os momentos ébrios de ternura,
de alegria e loucura
no presente relembrados

a vida vinga-se a cada dia
ficam entre nós, diálogos calados
um fardo de nostalgia
outrora de alegria...

olho as sombras que a luz
inventa,
sorrio àquele tempo jamais
esquecido, a hora vai lenta
o silêncio cresce, lês os jornais
e eu vou buscando o sonho

intensa esta madrugada
até o amor nos esquece
desliza no peito uma dor calada
olho teu rosto, um mar sombrio
e logo a saudade aparece e
eu para ti sorrio...

rosafogo
natalia nuno


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
345
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.