https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

POEMA SEM PALAVRAS

 
Fujo das palavras
que me secam a alma
que conversam comigo
antes de escrever
Discursam e discursam
lado a lado
Por fim só
O absoluto silêncio
interrompido
pelo som oco
do pousar da caneta
em cima da mesa
na folha branca
que me enche a alma


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

<br>
Direitos Reservados
Este poema originou o "SEGREDO"
 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2108
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 18/04/2008 15:53  Atualizado: 18/04/2008 15:53
Colaborador
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 2748
 Re: POEMA SEM PALAVRAS p/ quidan
As palavras são o silêncio que nos permite ouvir o respirar da caneta.

Abraço