https://www.poetris.com/
Poemas : 

Chagas (Re-verso)

 
Caminhamos sem repostas
Pelas veredas do destino
Sem nossos ancestrais

São tantos dias e noites
Caminhamos na ilusão
Pelas nossas chagas

Mantemos abertas
As mesmas formas
Que nos foram avaliadas
Pelo passado distante

O carinho que foi
ensinado, certo ou errado,
Abriu feridas, deixou distante
Caminhares de antigos dias.



Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.







"Leia em conjunto com o poema anterior..."
 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
54
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.