https://www.poetris.com/
Poemas : 

Há em meus versos

 
Há em meus versos um certo tipo de melancolia
Que inúmeras vezes se recorre ao colo da saudade
Como se todo amor existente em mim fosse poesia
E a falta dele minha única lamúria na posteridade

Amar é verdadeiramente um tipo de esforço
Ou se busca a plenitude naquilo que nos é incerto?
Desenha-se na alma o que na vida se faz esboço
Ou ama-se pelo simples gosto de se sentir completo?

De que me adianta buscar por respostas inatas
Se meu coração vela a tristeza que se transmuta?
De que sou feito senão de conjecturas insensatas
Se a voz impiedosa do meu silêncio não se refuta?

Há em meus versos um certo tipo de posteridade
Como se a eternidade me fosse dada em poesia
Não há no infinito o que possa aconchegar a saudade
Nem um amor que possa fazer cessar a melancolia


Jeferson

 
Autor
Jdcc1
Autor
 
Texto
Data
Leituras
117
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
4
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MicaelaFerreira
Publicado: 08/02/2021 13:46  Atualizado: 08/02/2021 13:46
Da casa!
Usuário desde: 22/10/2020
Localidade:
Mensagens: 226
 Re: Há em meus versos
Que rica inspiração. Saudações poéticas!

Carpe diem


Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 09/02/2021 13:43  Atualizado: 09/02/2021 13:43
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 4560
 Re: Há em meus versos


São os versos que se fazem
que nasce o amor em melancolia

um abraço poeta Jeferson