https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Soneto a uma Flor Inocente

 
Open in new window
Soneto a uma Flor Inocente

Bate na porta da morte
a inocente flor, que nem bem nascia
na dor da guerra mais sombria,...
puro anjo inconsequente

Busca o leite seco a flor, mas nem o ar
é-lhe vertente e ela apenas sofria,
faltava tudo mesmo neste dia,
ela então procura a morte impaciente

E nos ais dos céus surge uma porta,
parece sorrir a inocente, mesmo ela morta,
mas em seu sorriso esta o segredo

Pois a vida em desacordo é preterida,
ela não pode ser plenamente vivida
pelo menos é este o enredo.

Alexandre Montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
135
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/06/2021 01:04  Atualizado: 07/06/2021 01:04
 Re: Soneto a uma Flor Inocente
foda-se, ainda não ganhaste para comprar uma camisa! ó desgraçado, eu ofereço-te uma t-shirt caralho. vê lá se tens algum pudor nas trombas homem ou macaco ou o caralho. e diz ao pódio... não digas nada
dorme bem. uma boa noite