https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

PRODIGIOSO AMAR

 
.
.
.
quando encontro-me menino,
solitário com meus pensamentos,
vejo-te ainda;
quando atravessavas o portão principal
e caminhavas pela alameda em minha direção.

ficava ansioso por uma palavra tua,
uma resposta ao poema que eu fizera
na noite anterior. escrito as escondidas,
à lápis numa folha pautada de caderno.

passavas escondendo o sorriso...
sorriso que pensava eu, ser um sim.
como sempre; a dúvida como resposta...

antes que sumisses entre os arbustos
coloridos dos hibiscos, e,
os perfumados manacás e jasmins,
mudo; meu olhar te acompanhava
embriagado pelo perfume
que deixavas pelo caminho,
olor das flores
que começara o bailado da primavera.

aquele era meu sublime momento,
quando as sombras das árvores do parque
eram cortadas pelos raios do sol da tarde,
iluminavam teus pés descalços,
e meus olhos brilhavam de ânsias
no teu andar sobre chão com rochas de mica,
passos cintilantes, luzinhas vivas
ofuscando o meu olhar juvenil,

olhar que eu achava ter perdido
quando penso hoje.
parece que foi ontem;
que eu sonhara que me beijaste.

eu que menti beijá-la tantas vezes
às vezes ainda gosto de mentir para mim
é assim que sorrio.

amanhã estarei aqui, esperando-te;
sentado neste mesmo banco de jardim
onde há sombra e os raios de sol
também esperam você passar,
para ver teus passos que brilham.

enquanto isso, preferencialmente,
escrevi um poema de amor.

...do blog 'Palavras de poeta'
 
Autor
ZESILVEIRADOBRASIL
 
Texto
Data
Leituras
282
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
4
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 22/06/2021 00:10  Atualizado: 22/06/2021 00:10
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: Brasileira
Mensagens: 1459
 Re: PRODIGIOSO AMAR
Com esse poema eu vi você menino novamente


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/06/2021 22:57  Atualizado: 22/06/2021 22:57
 Re: PRODIGIOSO AMAR para Zé do Brasil!
A nostalgia que segue, através dos seus passos pelo arbítrio dessas palavras suas, é ainda, um reencontro da poesia afixada de só, meu amigo e mestre (que agora eu sei).



Um abraço de pura admiração, Zé!