Poemas : 

tímpano

 
a franca indiferença
dos dias pousa na epiderme
do caderno por um momento
sussurra
apenas a vassoura mudando
o lixo de um lado para o outro
como o curso do sol pelos céus
em que só repara
quem pode encostar a face
à lama à espera
de ouvir a distância
não percebo
o que toda a gente
sempre soube
que importa? vou num
parto e venho noutro
hoje o dia é dos surdos

 
Autor
Benjamin Pó
 
Texto
Data
Leituras
604
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Abissal
Publicado: 27/10/2021 13:50  Atualizado: 27/10/2021 13:50
Membro de honra
Usuário desde: 27/10/2021
Localidade:
Mensagens: 575
 Re: tímpano
Gostei da leitura.