https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Quando quebra a asa, as sombras são casa

 
quando a noite chega
e as sombras dançam
pelos cantos da casa,
eu acendo a lareira
dos teus olhos nos meus
ainda em brasa.
quando as sombras dançam
no meu corpo sem asa,
Eu acendo a clareira
do branco da fuga
pelo rasto da viagem.

quando as sombras negras
carregam na esperança
eu desenho o teu corpo
voando ao serão
colado ao meu
em borboletas de amor
num sol canicular
derretendo as mágoas.

no meu rosto em traçado
desenhado à mão

pelo teu toque cicioso
tatuado a carvão.

 
Autor
Abissal
Autor
 
Texto
Data
Leituras
245
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Simonekarinna*
Publicado: 11/11/2021 19:13  Atualizado: 11/11/2021 19:13
Da casa!
Usuário desde: 14/10/2021
Localidade:
Mensagens: 286
 Re: Quando quebra a asa, as sombras são casa
*aprecio por demais essas metáforas ricas e instigantes, na fímbria do sentimento.

"eu acendo a lareira dos teus olhos nos meus" é belíssimo. Traz-me tanto significado, sinto tanto amor/paixão/devoção, em uma leitura bem pessoal. Porque eu sou uma sensível romântica crônica, rsrsrs.

Um momento prazeroso de Poesia, grata pela partilha

Beijoka*