https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Graça

 
Tags:  luz    eterno    graça  
 
Se o tempo propõe calmia tomarei para mim a graça do vento
Acalmarei a estrada profunda do viver
Ressurgirei limpa no fogo da Verdade
Onde habito escondida da penumbra
Onde arde a memória que quer levitar
No corpo de luz da estrela
Onde a graça caminha no meu rio infinito
E a vida surgirá resplandecente no apogeu do eterno

 
Autor
MelPimenta
 
Texto
Data
Leituras
236
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.