https://www.poetris.com/
Poemas : 

Da minha voz

 
Da minha voz cansada e triste
nasce um grito de amargura
que na imensidão persiste
e se transforma em água pura!

Da minha voz cansada e velha
nasce tudo o que não vejo
da melodia mais bela
à ternura de um beijo!

Da minha voz densa e gasta
nascem palavras ocultas ...
Do que fica, do que passa
apenas restam as culpas!

Nada mais me veste o corpo
quando for a minha hora
hoje vivo, amanhã morto
porque a morte não demora!

Ricardo Maria Louro
Na casa do Outeiro
em Monsaraz


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
112
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 27/05/2022 14:11  Atualizado: 27/05/2022 14:11
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29767
 Re: Da minha voz
Uma voz poética ativa, traduzida em lindas e belas palavras, onde o sentido se faz regado pela mais plena sabedoria, maravilha poética