https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Quinta do Conde

 
 
Open in new window




Não sei bem onde,
mas é calma, é verdejante
É encanto, é pássaro amante,
É cachimbada de conde.

Momentos recordáveis,
Coleções de bicicletas,
Aventuras memoráveis,
Altos e baixos , curvas e retas!

Recordações no peito,
Muita terra,muita água, até À noite!
Muita bola no pé,minha gente em comité,
Um desenho ou algo perfeito!

Pinheiros aos molhos,
Ar puro sem igual , fecho os olhos,
Lareira,pinhas e lenha,
Arrepio na espinha!

Umas árvores ,umas redes sem alarido
Deito-me como fosse ontem,
Ouvindo os pássaros e a sentir o que vem,
E o vento, hoje sopra-me ao ouvido!

By.Quandoachuvacai/acor


https://acor13.blogspot.com/2022/07/quinta-do-conde.html

17.07.2022


Eu sou só, mais uma sombra que anda por aí e quem projeta-me, inevitavelmente acompanha-me.

Íris Correia /Quandoachuvacai-A.C.O.R

blogger:https://acor13.blogspot.pt/
Fotos:https://www.instagram.com/anacorelvas/



 
Autor
Quandoachuvacai
 
Texto
Data
Leituras
282
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
4
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 19/07/2022 16:39  Atualizado: 19/07/2022 16:39
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1333
 Re: Quinta do Conde
O soprar de vento ao ouvido
Pode fazer levitar no espaço
Por muito que se diga sofrido
Mas envolvendo seu regaço!


Enviado por Tópico
(Namastibet)
Publicado: 20/07/2022 13:49  Atualizado: 20/07/2022 14:53
Subscritor
Usuário desde: 18/08/2021
Localidade: Azeitão, Setúbal, Portugal
Mensagens: 1561
 Re: Quinta do Conde
obrigado, "vizinha" ;)

então já sei onde é, o meu lugar de paragem às 5 da matina quando ainda estava tudo encerrado e eu chegava de madrugada , esfomeado