Poemas -> Desilusão : 

Entre o desejo e o nada

 
Tags:  desejo    nada    mãos    sede    descrença  
 
as minhas mãos bocejam
sem remédio,
até meus olhos me mentem
mostrando fadiga,
ou será apenas tédio?
escuto a sede da minha mente
martelando incessantemente

olho-me ao espelho
com descrença,
o Mundo envelheceu
e também eu!

estou entre o desejo e o nada
talvez seja negação,
sinto a ponta da agulha gelada
caindo... no coração?!

há um rumor triste neste quarto
que é meu mundo envelhecido
o tempo corre, e eu dele me aparto
pressinto as cores escuras do Outono
chuva de folhas, como o passado
vivido...

como papoila golpeada pelo vento
assim vulnerado trago meu pensamento.

rosafogo


Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
764
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
11
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paulo-Galvão
Publicado: 01/11/2023 11:15  Atualizado: 01/11/2023 11:15
Usuário desde: 12/12/2011
Localidade: Lagos
Mensagens: 1176
 Re: entre o desejo e o nada
Sim, o mundo envelheceu,
mas a rosafogo ficou mais sábia,
por isso a sua sede da mente
já não se sacia vertiginosamente.
Paulo

Enviado por Tópico
Egéria
Publicado: 01/11/2023 18:12  Atualizado: 01/11/2023 18:12
Usuário desde: 28/09/2009
Localidade:
Mensagens: 934
 Re: entre o desejo e o nada
Olá
o tempo anda sempre a correr...
Beijinhos


Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 01/11/2023 20:32  Atualizado: 01/11/2023 20:32
Membro de honra
Usuário desde: 23/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2214
 Re: entre o desejo e o nada
Momentos outonais, quem os não tem?
É sempre um prazer ler os seus textos. Obrigada pela partilha!



Enviado por Tópico
Aline Lima
Publicado: 01/11/2023 20:39  Atualizado: 01/11/2023 20:39
Usuário desde: 02/04/2012
Localidade: Brasília- Brasil
Mensagens: 666
 Re: entre o desejo e o nada para Rosafogo
Olá, querida Rosafogo,
Seu poema é um retrato profundo das complexidades da vida e do tempo que passa. Suas palavras pintam uma imagem vívida de emoções como descrença, fadiga e talvez até negação.
A metáfora da papoila golpeada pelo vento transmite uma sensação de vulnerabilidade que ressoa profundamente. Sua capacidade de expressar esses sentimentos de uma maneira tão poética é algo que admiro demais. Gosto da sua poesia. Toca a alma.
Beijinhos.
Aline.



Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 01/11/2023 20:51  Atualizado: 01/11/2023 20:51
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1992
 Re: entre o desejo e o nada
Olá Natália

O tempo é finito para todos os viventes
Esta será a única certeza que nos resta
Reviver o bom que temos nas mentes
E fazendo do resto da vida, uma festa!

Quem muito viveu e continua a viver só pode estar muito contente. Ter uma vida longa é uma dádiva. Quanto mais se afastar a tristeza e as coisas negativas, maior será a longevidade. Ainda tens muito para receber da vida, assim como para lhe dar!

Beijinhos

PS: Não estranhes se não passar aqui com a frequência habitual. Aqui e no luso