Poemas : 

AR-240512

 
.
.
.
no vago pensar
todos os quereres
chegam céleres.
vem e se vão
quais cometas
riscando o céu.

adverso do amor,
que no âmago;
flutua vagabundo,
e, quando em vezes,
abalroa as paredes
intra-peitoral
'palpitação'

...ouçam o último podcast
'Café com Versos n° 4'
https://www.luso-poemas.net/modules/sm ... tion/item.php?itemid=3069
SE DER ERRO 404 CLIQUE EM: página principal

 
Autor
ZeSilveiraDoBrasil
 
Texto
Data
Leituras
197
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
28 pontos
6
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
agniceu
Publicado: 14/05/2024 01:28  Atualizado: 14/05/2024 01:28
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2010
Localidade:
Mensagens: 602
 Re: AR-240512/ para o ZeSilveiraDoBrasil
Excelente poema, caríssimo poeta!
Os "quereres" procuram o viveiro dos sonhos para crescerem.

Um abraço amigo.


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 14/05/2024 23:27  Atualizado: 14/05/2024 23:27
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18440
 Re: AR-240512
A palpitação rouba os sentidos todos e a direção do pulso. Bonito. Bjs


Enviado por Tópico
Yan_Booss
Publicado: 16/05/2024 16:47  Atualizado: 18/05/2024 15:18
Colaborador
Usuário desde: 26/08/2011
Localidade: Brasil-BR (Itinerante)
Mensagens: 509
 Re: AR-240512
"quando em vezes,
abalroa as paredes
intra-peitoral"

há vezes que o amor chega ser incomodador, perturbador. desassossegador.

Yan