Sonetos : 

DAISY

 
.
.
.
Numa una vez na entrada da floricultura;
agachei-me, peguei-a pelo pedúculo que
sobrará, encurtado, partido pelas pisadas
enquanto caída; por horas ali ferida...

Na lapela do sobretudo de lã batida
ela flor ora se destacava; perfumada,
irradiando além da alegria em mim;
'afeto, amor, pureza; que me bastava'.

Era a própria pérola, inflorescência alba
de brácteas luminosas irradiando brilho
e beleza simples d'uma livre margarida.

Acolhida pelas minhas mãos, revivera,
mas, o dorido de abandonada ainda no
olhar tristonho se via; não se dissipara...





(eye of the day)
"...eles a chamaram de Margaretha no dia em que nasceu - Margaridas nascem às manhãs...
https://youtu.be/bVWEQ-Bb2KI?si=QwyDs-EQXbS0ZUYa
(...postei a música só porque gostei da melodia country)
https://www.facebook.com/share/p/6JCUqb6FgeC5bP7z/?mibextid=oFDknk
 
Autor
ZeSilveiraDoBrasil
 
Texto
Data
Leituras
158
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
5
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 10/04/2024 12:19  Atualizado: 10/04/2024 12:19
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1951
 Re: DAISY
Confesso que compor sonetos não é minha praia, no entanto, surpreendo-me quando um me surge sei lá de onde mesmo um tanto desregrado burlando minha inspiracão simplória e vem me prestigiar... É para mim um dos seguimentos mais bonitos da poética; relembra as cantorias medievais, saraus, festas com trovadores, poetas,, menestréis,.
E assim são copiados até nesta contemporaneidade...

Enviado por Tópico
Yan_Booss
Publicado: 10/04/2024 15:56  Atualizado: 10/04/2024 15:56
Da casa!
Usuário desde: 26/08/2011
Localidade: Brasil-BR (Itinerante)
Mensagens: 498
 Re: DAISY
"Era a própria pérola, inflorescência alba
de brácteas luminosas irradiando brilho
e beleza simples d'uma livre margarida."

da suave e pormenorizada descrição fez-se bela a estância.

o caro poeta diz não ter afinidade em escrever sonetos, permita-me discordar, pois; foi bem conseguido em Daisy.

Yan


Enviado por Tópico
Dirose
Publicado: 20/04/2024 14:16  Atualizado: 20/04/2024 14:17
Membro de honra
Usuário desde: 02/08/2023
Localidade:
Mensagens: 113
 Re: DAISY
A gente vai lendo verso a verso é as imagens vão surgindo diante dos olhos e gravando na mente o colorido e o perfume trazido pelo poema. Emocionante! Muito lindo!

Di