Poemas : 

Entreestrelas

 
aqueci as manhãs
deixei saudades pelo copo
varri a casa
com a dor do dia
fiz folia com a brisa
te tirei da naftalina
forrei rede
pus apito nas flores
fiz feriado com os restos
dessa tarde
remendei sua lembrança
com linha fina
abri o céu
acendi fogueira
imaginando que seu perfume
já vinha…


Vania Lopez


Devo confessar que sou o contrário, meus passos seguem em contrário.
Sou uma pessoa inquieta, vou onde meu vento me leva. Artista Plástica e escritora, as vezes sem saber se pintoraqueescreve ou escritoraquepinta...
Procuro por algo, mas a intenção n...

 
Autor
Vania Lopez
 
Texto
Data
Leituras
139
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
7
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AlexandreCosta
Publicado: 28/05/2024 09:52  Atualizado: 28/05/2024 09:52
Super Participativo
Usuário desde: 06/05/2024
Localidade: Braga
Mensagens: 180
 Re: Entreestrelas
acender o fogo com uma lembrança remendada...
imagem muito forte! :)


Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 28/05/2024 22:37  Atualizado: 28/05/2024 22:37
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1974
 Re: Entreestrelas
Olá, Vânia lopez

Entreestrelas, se viaja no espaço
Em atos profundos galáxias dançam
Luzes a brilhar num eterno abraço
No cosmos infinito, sonhos se lançam!

Entreestrelas tudo é passível de acontecer. O silêncio do espaço é profundo, em contraste com a frenética atividade da mente em todas as suas investidas no campo da imaginação!

Cordiais saudações.

Alpha



Enviado por Tópico
Beatrix
Publicado: 29/05/2024 03:47  Atualizado: 29/05/2024 03:47
Super Participativo
Usuário desde: 23/05/2024
Localidade:
Mensagens: 101
 Re: Entreestrelas / Vania Lopez
-
Olá.

Um poema que não consigo trinchar (e como gosto de o fazer). Porque teria de o apresentar inteiro. Como está. Cada verso, cada linha, cada frase, cada ideia: um dom. Verdadeiro!

Parabéns, poetisa / poeta, pela escrita de alguns dos poemas maiores que vimos por aqui.

Pela excelência de brincar, seriamente, com as palavras e fazê-las vibrar nos nossos ouvidos e dançar para nós.

Beatrix.