Poemas -> Amor : 

São horas amor

 
São horas amor, vem
deita-te e entra no meu sonho
beija as minhas pálpebras salgadas

não hesites

faz-me endeusar a lua
cobrir o mar de salpicos
daqueles que emanam das estrelas
pulsantes no meu peito

vem, não hesites

não fiques nesse casulo, num tempo,
que já não devia ser teu
voa e salva as cores
com que já pintaste a tela enegrecida

não hesites, vem
espero-te neste meu sonho
enclausurado na noite

Escrito a 17/05/24
 
Autor
Liliana Jardim
 
Texto
Data
Leituras
79
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.