https://www.poetris.com/
 
Textos : 

o amor é um presente escondido num embrulho tosco

 
Não consigo respirar, não. Costumava pensar que o amor era um presente escondido numa caixa muito bonita, ornamentada com cores de arco-íris e flores de Primaveras que nunca chegavam. Costumava pensar que o amor morria depois agarrado a nada, desfazíamo-nos do embrulho e o resultado eram peças perdidas de puzzles que em nada eram semelhantes, nenhumas se encaixavam nas outras e eu desengonçava meia dúzia de gestos para tentar montar um quadro impossível. As mãos não pintam já. Descobri que o amor era de travo doce como os teus olhos, descobri que se escondia nos teus braços como se escondem alguns pelos mais envergonhados, encravados nos poros da tua pele. Descobri que o presente é uma benção iluminada e quero vive-lo porque o coração é um vadio que pertence ao amanhã, um vagabundo em ruas desconhecidas, labirintos semestrais de paixões quebradas ao meio, agito a bandeira da paz numa revolta interiror que brinca com a realidade fugaz que me reservam os últimos dias. Hoje viro-me ao avesso, faço o pino e rio-me de ti, acreditas? Toca com a língua o teu cotovelo porque é verdade que contigo não há cais de desânimo nem mágoa em desconsolo. Contigo a verdade pinta-se de tons claros e a negrura da vida estranhamente se reduz a nada, balanço o corpo em sinal de desejo, quero-te abraçar o corpo com a mesma força com que abraço a vida, cruel fado traçado a sangue sobre a tela. Fiz de mim melodias doces sonhadas pelo artista que sabe a música, fiz de mim a malandra e infértil decadência. Quero falar! Quero dizer! Quero contar! Deixa-me contar as estrelas penduradas no nosso tecto, deixa-me pintar a escrita com as lágrimas nos olhos e o coração a arder. Deixa-me. Deixa-me ir esta noite porque o caminho está traçado, há gorilas nas beiradas de uma janela que não existe, há um bem-querer enterrado nos dedos magros como os dias que me acham. Se quiseres vir enche-te de luto e estranha o canto desesperado dos meus passos, bailo esta noite com o vento a redemoinhar nos meus ouvidos. Rasgo a raiva, esburaco a inteligência que me sobra porque um dia nada saberei desta vida que tu não saibas e serás pano na manga da minha camisola. Rasguei-me. Lixei-me até ao osso. Hoje apregoo canções de deuses que não nos preenchem. Calai este desabafo. Tu, meu amor, acerca-te de mim e rouba-me um beijo, que ninguém nunca saiba desta minha loucura, que a conheçam pelas tuas palavras como tu ma conheces pelos silêncios. Eco.

 
Autor
matilde
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1199
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
17 pontos
17
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 26/05/2008 00:37  Atualizado: 26/05/2008 00:37
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco
Que estranha sensação ao ler o seu texto, lindo, profundamente belo, onde o amor é tratado com a essência invisível do coração. Sabe qual foi?

Que já a conheço, que já a li... mas como de ilusões está o mundo cheio, só posso registar a sensação e felicitá-la pelo magnifico texto que escreveu.
Gostei muito de a ler e prometo voltar...
obrigada pelas palavras que deixou no meu cantinho.
Um forte abraço, Matilde e seja bem vinda!
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 26/05/2008 00:43  Atualizado: 26/05/2008 00:43
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco
vê-se que és muito sensível... debulha as letras com um arrebatamento interessante. Bela estréia! seja bem vinda ao luso!

Maria Verde


Enviado por Tópico
reginamariareis
Publicado: 26/05/2008 01:04  Atualizado: 26/05/2008 01:04
Muito Participativo
Usuário desde: 25/05/2008
Localidade: São Paulo
Mensagens: 54
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco
Matilde, ao mesmo tempo em que lhe agradeço pelo comentário ao meu poema "Teu Anjo" também quero parabenizá-la pela encantadora prosa poética!Um vocabulário muito esmerado como se você colocasse as palavras tal como são colocadas as peça num jogo de xadrez.E tudo feito com muita sensibilidade. Perfeito! Parabéns!
Regina Reis



Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 26/05/2008 12:09  Atualizado: 26/05/2008 12:09
Colaborador
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 2817
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco p/ matilde
O amor é rosa de afiados espinhos, de beleza ímpar e obstáculos difíceis de transpor. Amor sem estes atributos não atinge prazer.

Beijo


Enviado por Tópico
Julio Saraiva
Publicado: 26/05/2008 12:27  Atualizado: 26/05/2008 12:27
Colaborador
Usuário desde: 13/10/2007
Localidade: São Paulo- Brasil
Mensagens: 4206
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco p/matilde
Prezada Matilde,

Hoje, enfim, mergulhei no seu texto. A beleza de suas palavras fizeram-me repetir a leitura mais de uma vez. Que viagem bonita pelo universo do amor, ainda que no meio do caminho a gente tropece nas agruras que ele também oferece: "Contigo a verdade pinta-se de tons claros e a negrura da vida estranhamente se reduz a nada (...)" E ainda: "Rasgo a raiva, esburaco a inteligência que me sobra porque um dia nada saberei desta vida que tu não saibas e serás pano na manga da minha camisola." Precisa mais? Que coisa mais bonita!

Afeto,

Júlio


Enviado por Tópico
q14
Publicado: 26/05/2008 12:36  Atualizado: 26/05/2008 12:37
Da casa!
Usuário desde: 02/10/2007
Localidade:
Mensagens: 247
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco
A qualidade do texto é inegável, é muito bem escrito. A meu ver, peca apenas por um ligeiro excesso de imagens.


Enviado por Tópico
Pedra Filosofal
Publicado: 26/05/2008 12:49  Atualizado: 26/05/2008 12:49
Colaborador
Usuário desde: 17/09/2007
Localidade: Barreiro
Mensagens: 1279
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco
Bem vinda ao Lusos! começas a tua participação com um texto espectacular que li de um trago só! Parabéns e venham de lá mais participações tuas


Enviado por Tópico
Margarete
Publicado: 26/05/2008 12:59  Atualizado: 26/05/2008 12:59
Colaborador
Usuário desde: 10/02/2007
Localidade: braga.
Mensagens: 1199
 o amor é um presente escondido num embrulho tosco para a Matilde
Em primeiro lugar obrigada pelo comentário ao meu texto. Na verdade aquele é o meu estilo de escrita e já não consigo escrever de outra forma, portanto espero que te habitues
Depois queria dizer-te que este texto dá-nos pontapés no estomâgo, é excepcional.
Adorei a tua forma de escrita.
Parabéns Matilde e sê bem-vinda.

Beijo em ti*

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/05/2008 12:59  Atualizado: 26/05/2008 12:59
 Re: o amor é um presente escondido num embrulho tosco
Matilde.
Antes de mais, seja muito bem-vinda a esta comunidade de escrita.
Li o seu texto e sorri no final. Está muito bem escrito, num estilo que gosto e de que também faço uso.
Uma prosa poética acerca de um tema inesgotável, com belas imagens, porventura demasiadas, como dizia o Q14, mas isso não é defeito, é virtude de quem consegue por o coração a falar e escreve, tenha a palavra um preço, seja o amor apenas o começo.
Entrei agora na sua viagem, mas pareço já conhecer o seu barco de escrita.
Fico à espera de um vento que me leve consigo até outro texto.
Parabéns.