https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

1

 
Não sai quem sou
Não sai para onde vou
Estou a tentar fugir
Para não ter de agir

Escrevo nos actos
Como nos factos
Odeio a confusão
Olho para a ilusão

Nas pedras das calçadas
As vidas que são faladas
Ralho com o presente
Não vaio da mente

Escravidão constante
Grito com altifalante
Parem com isso
Eu não vou nisso

Nas fotos imortais
Samos todos iguais
Profundezas do rizo
Onde perdemos juízo

Martins silva
 
Autor
Silva
Autor
 
Texto
Data
Leituras
706
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Marco
Publicado: 08/04/2013 17:07  Atualizado: 08/04/2013 17:07
Da casa!
Usuário desde: 18/03/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 229
 Re: 1
Bonito! Gostei de ler! Uma linguagem agradável, clara e forte!
Os meus parabéns!