https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Dei-me

 
A rendição aconteceu
Por obra do acaso
Ou fortuna que se leu
Em premonição dita.
Dei-me, sem saber,
Ao destino escrito
E rendi-me, por querer,
Ao lindo fado
Que me foi cantado.

Não sei se saberão
Que não sei o porquê
De tal conjugação
Em que do substantivo amor
Se fez o verbo amar.

Talvez um dia saiba!

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
977
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Thathá
Publicado: 24/02/2007 00:14  Atualizado: 24/02/2007 00:14
Super Participativo
Usuário desde: 16/02/2007
Localidade: BH
Mensagens: 166
 Re: Dei-me
Certas coisas não se precisa saber... apenas sentir... e senti teu poema.. mt bonito!