https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Metamorfose

 
Desejo o fim desta guerra
Que eclodiu em mim.
Fervilho de raiva
Humano deixei de ser, e
Nem me encontro por um acaso.
Choro tenebrosa mudança,
Brotam lágrimas tais;
Congelam de frieza.
O sangue evolui em sentido oposto,
Nem o plasma subsiste na corrente.
Estranho me encontro,
Bicho pareço, mas não o sou.
Sufoco existir assim,
Sem retrato leal da minha imagem
Não me assiste a beleza do ser natural, e
Em diante, na gélida penumbra,
Transformado pelo todo,
Serei sempre irregular metamorfose.

23 de Janeiro de 2003


© Gonçalo Lobo Pinheiro

 
Autor
glp
Autor
 
Texto
Data
Leituras
589
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carla Costeira
Publicado: 26/02/2007 22:12  Atualizado: 26/02/2007 22:12
Colaborador
Usuário desde: 16/02/2007
Localidade: Sintra
Mensagens: 918
 Re: Metamorfose
Muito Bonito, parabéns!

Enviado por Tópico
Thathá
Publicado: 26/02/2007 22:38  Atualizado: 26/02/2007 22:38
Super Participativo
Usuário desde: 16/02/2007
Localidade: BH
Mensagens: 166
 Re: Metamorfose
Perfeito!!! Nossa. encantei-me com tua escrita.. estás de parabéns!! mt bom msm

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 22/10/2008 23:52  Atualizado: 22/10/2008 23:52
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Metamorfose
Grande conteúdo.